7 erros comuns no mercado de venda de imóveis
Conheça alguns hábitos que podem ser transformados para melhorar a venda de imóveis

7 erros comuns no mercado de venda de imóveis

Todo corretor sabe das batalhas que têm de enfrentar todos os dias. Por mais experiente que seja o profissional, um deslize aqui ou ali pode colocar os negócios em risco, e não é isso que queremos, certo? Existem hábitos e comportamentos no mercado de venda de imóveis que devem ser evitados para não tornarem-se uma ameaça para o fechamento da compra.

01 – Falar mais do que deve

Na hora da venda de imóvel é essencial que o corretor saiba ouvir o seu cliente. Eles devem informar quais as razões que o levaram a procurar uma residência. Ouça o que ele tem a dizer e o motive a falar. Tente usar as respostas dele a seu favor, pois assim terá maiores condições de oferecer aquilo que ele realmente procura. Não saber ouvir pode fazer com que ele fique ainda mais confuso e prolongue o tempo de negociação.

02 – Não oferecer um atendimento personalizado

É imprescindível que o corretor de imóveis entenda que cada cliente é diferente do outro. Consequentemente, o atendimento deve suprir as reais necessidades do consumidor, já que essa é uma das compras mais importantes da vida dele. Portanto, faça com que a experiência dele seja única. Use e abuse de novas tendências, participe de palestras e aprimore sua maneira de vender imóveis.

Para personalizar o atendimento, é importante conhecer quem é a pessoa que está interessada nos imóveis desde o primeiro contato. Por isso, invista em relacionamento e questione quais os meios que ele prefere ser contatado, quem irá ajudá-lo a decidir a compra do imóvel, qual a média de preço que ele busca, quais as características mais importantes que ele procura em um lar, entre outras perguntas semelhantes.

03- Não estudar os imóveis

Você irá lidar com residências o tempo inteiro, portanto, nada melhor do que conhecê-las. Estar preparado é a melhor opção para quem está em uma negociação, uma vez que, as pessoas na busca pelo imóvel ideal, desejam saber os benefícios que determinada casa ou apartamento trará. Venda os valores daquela propriedade e não apenas o imóvel em sua estrutura.

Claro que o corretor não saberá de cor e salteado as características de todos os imóveis com que trabalha, até porque são muitos. E dai entra a organização pessoal, para fazer planilhas, documentos, fichas ou outra técnica que possa ajudar a guardar as informações sobre os domicílios à venda. O seu papel como profissional vai bem além de simplesmente vender uma construção, abrange também orientar e tirar todas as dúvidas do comprador.

04- Não ter paciência

Uma das maiores qualidades que um corretor de imóveis deve ter ou desenvolver é a paciência. O tempo de decisão do cliente deve ser respeitado, mas isso também não quer dizer que você deve fazer apenas um contato com ele e aguardar, mas sim que deve entender o longo processo que uma negociação como essa passa e que comprar um imóvel não é algo que se decide do dia para a noite. Uma pessoa pode demorar até seis meses nessa busca.

05 – Superego

Qual é realmente a minha importância e função na vida desse cliente? Pense nisso antes de sair falando sobre qualquer coisa. É importante rever a sua postura e conseguir separar o lado pessoal do profissional. Claro que se tiverem algo em comum, algum gosto ou hobbie, vale comentar para que um laço se estabeleça entre cliente e corretor. Entretanto, você não deve querer aparecer mais do que o cliente.

Ficar falando sobre si, sobre suas próprias conquistas, esquecendo o desejo do cliente de encontrar um imóvel não é a melhor maneira para conduzir o negócio. Geralmente, o cliente que busca um lugar para morar espera agilidade por parte do profissional que está à frente da negociação e não quer ficar falando sobre diversos assuntos que não estejam relacionados a encontrar a casa dos sonhos.

06 – Trabalhar por obrigação

Essa, assim como todas as profissões, merece que o trabalhador ame o que faz, que ele realmente queira ajudar as pessoas à realizarem um grande anseio. Não se deve ser corretor apenas porque o mercado lhe ofereceu essa oportunidade, é necessário ser apaixonado por estar presente nesse passo tão importante da vida das pessoas.

07 – Não se atualizar

Suas ações ainda estão centralizadas nas mídias offline, como panfletos, placas e jornais? Se a resposta for “sim”, é melhor rever suas formas de divulgação. A internet já é um meio muito presente na vida da maioria das pessoas, por isso, estar atualizado nesse ramo é importante para que o seu negócio evolua junto com o mundo.

Os consumidores gostam de comodidade e praticidade, sendo assim, nada melhor do que pesquisar pela internet. Algumas dicas ajudam na hora de realizar a divulgação, como colocar uma boa descrição para que seus imóveis sejam encontrados com facilidade. Além disso, as imagens do domicílio auxiliam e muito na valorização das características do imóvel. O recomendável é que cada residência contenha 15 imagens em seu anúncio.

E você, o que já mudou e o que acha que um corretor pode mudar para melhorar sua relação com o cliente e efetivar suas vendas com mais tranquilidade? Conte para a gente!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *