O município de Cabo Frio se manteve no topo do ranking do turismo nacional, de acordo com o novo Mapa do Turismo Brasileiro do Ministério do Turismo. A cidade, mais uma vez, conquistou a classificação máxima “A” na chamada categorização dos municípios. O crescimento do número de empregos, estabelecimentos de hospedagem e estimativas de fluxo de turistas domésticos e internacionais fazem parte da base que define a posição de cada cidade.

SAIBA MAIS

Cabo Frio é escolhido como destino turístico no “Brasil Braços Abertos”

Workshop vai reunir mulheres empreendedoras da Região dos Lagos

 
O Mapa do Turismo Brasileiro é um instrumento importante para acompanhar o desempenho da economia do turismo nos municípios, e serve também como balizador de políticas do setor e direcionamento de verbas federais. A atualização do Mapa revelou um crescimento da atuação do turismo em 358 municípios. O estudo também mostrou queda no desempenho de alguns municípios, seja pela redução do seu fluxo turístico ou pelo encolhimento da mão-de-obra ou infraestrutura ligada ao setor.
“Com a nova categorização, temos elementos para aprimorar a gestão do turismo, otimizar a distribuição de recursos e promover o desenvolvimento do setor. A intenção não é hierarquizar, mas sim agrupar municípios com características semelhantes para que possamos traçar parâmetros para atendimento a diferentes necessidades”, afirmou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.
A partir de quatro variáveis de desempenho econômico – número de empregos, de estabelecimentos formais no setor de hospedagem, estimativas de fluxo de turistas domésticos e internacionais – os municípios foram divididos por letras, que vão de A a E.
De acordo com a nova classificação, 189 cidades subiram da categoria E para D, tornando-as aptas a receber recursos federais para promoção de eventos, por exemplo. Isso porque, segundo portaria 39/2017 do MTur, somente municípios classificados entre A e D podem pleitear apoio a eventos geradores de fluxo turístico.
O secretário de Turismo do Estado do Rio, Nilo Sérgio Félix, comemora o crescimento do segmento turístico no estado, onde 11 municípios subiram no ranking do Ministério do Turismo. “O turismo no interior do Estado do Rio de Janeiro está se fortalecendo muito através das iniciativas municipais e da promoção realizada pela nossa Secretaria em pontos de grande fluxo de turistas, como Píer Mauá e Pão de Açúcar, onde distribuímos nosso carro chefe de promoção, o Guia Rio+3, que apresenta destinos localizados a até três horas de distância da capital. Nosso objetivo é que o turista separe de um a dois dias de sua estadia para conhecer as cidades do interior”, afirmou o secretário.
A secretária de Turismo de Cabo Frio, Fabíola Bleicker, também comemorou a manutenção de Cabo Frio na maior categoria do Mapa do Turismo Brasileiro, resultado, de acordo com ela, do trabalho que vem sendo realizado desde o início do governo Marquinho Mendes.
“Em um ano conseguimos ordenar a cidade e recuperar a credibilidade do destino”, comentou Fabíola, lembrando que Cabo Frio reconquistou, no último ano, não só as escalas dos transatlânticos, mas também, lugar de destaque no cenário do turismo esportivo com a realização, ano passado, do Aloha Spirit, um dois mais importantes festivais de esportes aquáticos da América Latina, que retorna à cidade em novembro deste ano. “A cidade também se tornou interesse de produções da TV e do cinema e, tudo isso com apoio dos empresários do trade que têm se organizado e acreditado no bom momento que o turismo da cidade está vivendo, um momento único”, explica Fabíola, que diz ser preciso avançar mais com a participação de todos. “O turismo tem que ser bom não apenas para os de fora, mas, também, para quem vive na cidade”, finaliza a secretária.

Fonte: Prefeitura de Cabo Frio RJ: http://www.cabofrio.rj.gov.br/